Folha Regional

Mesmo após morte, Votuporanga continua com infestação de escorpiões

Virou rotina no dia a dia moradores de Votuporanga encontrarem escorpiões em suas residências. Recentemente, foi divulgado no grupo Reclame Votuporanga, o relato de uma moradora que encontrou o animal próximo ao berço da filha recém-nascida.

“Na gaveta do berço meu bebê, quintal limpo nada de entulho todos os cuidados e onde esse bicho vai parar? Perto do meu bem mais precioso 😭😭😭😭😭😭 e tenho alguém a quem recorrer? Não simplesmente n quantas tragédias terão que acontecer para que alguma providência seja tomada? Me sentindo impotente!!!☹️☹️☹️, escreveu Rosilene Cardoso

Os moradores estão revoltados e colecionam potes com grandes quantidades de escorpiões encontrados na casa deles.

Morte

Um menino de 8 anos morreu na madrugada do domingo (10/03) ao ser picado por um escorpião na casa onde morava, em Votuporanga (SP). A informação foi confirmada pela Santa Casa, que fez o atendimento.

De acordo com o hospital, a criança deu entrada no pronto-socorro no sábado (9), por volta das 21h15. O garoto passou por atendimento, mas não resistiu ao veneno da picada e morreu às 3h deste domingo.

Notificação na Prefeitura

Caso um munícipe encontre algum escorpião na residência ou local de trabalho, é necessário fazer contato telefônico também com o Secez por meio do 0800 770 9786. A notificação é importante, mesmo que não ocorra acidentes, já que, quando notificado, o órgão tem condições de atender a cada um desses casos, por meio de orientações e visitas, se necessário.

Acidentes

Na hipótese de picada, a pessoa deverá lavar o local com água e sabão, se possível, sem torniquete, dirigindo-se imediatamente à UPA – 24h (Unidade de Pronto Atendimento) ou ao Hospital “Fortunata Germano Pozzobon”, na Zona Norte.

Se for possível, capturar o animal e levá-lo ao serviço de saúde, pois a identificação da espécie do escorpião causador do acidente pode auxiliar no diagnóstico.

Fiscalização e limpeza no combate aos escorpiões

A fim de conter o avanço dos escorpiões, da proliferação de pernilongos e demais doenças que colocam em risco a saúde pública, a Prefeitura de Votuporanga, por meio da Divisão de Fiscalização de Posturas da Secretaria Municipal da Fazenda, realiza, entre os dias 1º de março e 15 de abril, a fiscalização de limpeza de terrenos na cidade. Este trabalho de fiscalização é promovido três vezes ao ano, entre março e abril; agosto e setembro; e novembro e dezembro.

É dever do proprietário manter seus lotes limpos durante todo o ano.  O não cumprimento dessa determinação prevista pelas leis 1.595, de 10/02/1977, e 377 de dezembro de 2017, do Código de Posturas do Município, acarreta em multa que varia de acordo com o tamanho do terreno.

Portanto, os donos de lotes sujos com até 300 m² são multados em 40 UFM (R$ 151,07) e a multa máxima chega a 90 UFM (R$ 339,92) referente aos terrenos com mais de 5 mil m². Atualmente, a Unidade Fiscal do Município (UFM) deste ano equivale a R$ 3,7769.

Ouvidoria

Fora do período de fiscalização, a Ouvidoria Municipal também recebe denúncias e reclamações durante o ano e encaminha para os fiscais averiguarem. O telefone é o 0800-770-3590. O atendimento também é feito pessoalmente, de segunda a sexta-feira, das 9h às 15h, no Paço Municipal – Rua Pará nº 3227; ou no Portal da Prefeitura de Votuporanga (www.votuporanga.sp.gov.br).

Deixe seu comentário

Avatar

Da Redação

Follow us

Don't be shy, get in touch. We love meeting interesting people and making new friends.

Most popular